Institutos, fundações e iniciativas
Projetos de longa duração

Instituto Credit Suisse Hedging- Griffo apoia o PROVE no Projeto Ambiente de Paz (PAP).

Este projeto propõe a recuperação da saúde mental de famílias em alta vulnerabilidade social. São realizadas ações de promoção e prevenção em saúde através de intervenções diretas com professores, crianças, adolescentes e adultos.

O projeto é realizado no bairro de Campo Limpo em São Paulo através de uma parceria entre três instituições: O PROVE, Projeto Sonhar e CIEJA Campo Limpo.

O Instituto Projeto Sonhar identifica famílias da região que estejam em situação de risco, social ou psicológico, e inicia um trabalho de vinculação com todos os membros das famílias através de visitas domiciliares para orientações e auxílio. Promovemos desde atividades rotineiras até atividades específicas como acompanhamento em consultas médicas, documentações, inserção de crianças em escolas, programas de capacitação profissional para entrada no mercado de trabalho, tratamentos especializados como odontologia, psicologia, etc.

Os membros das famílias que apresentam algum sofrimento psíquico são encaminhados para acompanhamento com a equipe do PROVE e seguem em tratamento por pelo menos 6 meses com intuito de recuperar o funcionamento global anterior de cada indivíduo.

O CIEJA oferece ensino supletivo gratuito do 1.º ao 9.º ano do ensino fundamental para jovens e adultos acima de 15 anos. Os alunos, em geral, afastaram-se dos estudos por conta de dependência química ou envolvimento com a criminalidade. O CIEJA aproxima-se da comunidade e mantém relacionamento próximo com as famílias da região. Para garantir a permanência, tem horários flexíveis, permitindo que os estudantes trabalhem.

A parceria com o PROVE se dá através de grupos realizados por profissionais de nossa equipe com os professores da escola, que replicam em sala de aula a ideia de um ambiente de paz, inclusão, crescimento e bem-estar, que será um facilitador de resiliência individual e social. Em 2017 a proposta dos grupos se estendeu aos adolescentes da escola com o objetivo de abrir discussões e reflexões sobre temas que permeiam essa geração: bullying, sexualidade, DST’s, preconceito, violência, saúde mental (depressão, suicídio).

O projeto teve início em julho de 2016 e continua a atender mais de 30 famílias, além dos alunos do CIEJA.

Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA)

O Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) Campo Limpo, situado na zona sul da cidade de São Paulo, é um espaço acolhedor e permanentemente de portas abertas para toda a comunidade. A escola surgiu com a proposta de atender alunos excluídos da educação e, por meio da educação popular, atende um público bastante diverso: adultos, jovens e alunos em inclusão.

Para tanto, a escola tem estreito vínculo com a comunidade, uma vez que oferece escuta aos estudantes para decidir coletivamente todos os assuntos pertinentes à tentativa de qualificar a educação oferecida.

Quando inaugurou, em 1998, a escola funcionava como um Centro de Educação Municipal de Ensino Supletivo (CEMES), no qual o aluno estudava por um sistema apostilado a fim de realizar as avaliações periódicas. Inspirado pelo Movimento de Educação de Jovens e Adultos (MOVA), criado por Paulo Freire, o centro passa a promover uma transformação do programa, articulando as áreas de conhecimento. Ao deixar de se caracterizar como um projeto para ser reconhecido como um programa da Prefeitura de São Paulo, aprovado no Conselho Municipal de Educação, o centro adquire autonomia curricular. Contando hoje com incentivo federal, o CIEJA Campo Limpo é referência na educação de jovens e adultos por atender e ouvir sua população de forma indiscriminada, aberta e cidadã.

A parceria com o Prove acontece atualmente através de Grupos com os adolescentes da escola com o objetivo de abrir discussões e reflexões sobre temas que permeiam essa geração: bullying, sexualidade, DST’s, preconceito, violência, Saúde Mental (depressão, suicídio).

Instituto Projeto Sonhar

O Projeto Sonhar propõe resgatar jovens e adolescentes de áreas de risco, retirando-os da dependência química e do envolvimento com a criminalidade e trafico de drogas. A base do trabalho é o vínculo afetivo e abordagem do tema da drogadição e encaminhando o jovem, no melhor momento, para um tratamento.

Marcos Lopes, idealizador do Instituto Projeto Sonhar é Professor, escritor, educador social e mediador de conflitos em áreas vulneráveis como Capão Redondo, Parque Santo Antônio, Jardim Ângela, S. Luís, Jardim Aracati e adjacências. Como escritor divulgou seu livro “Zona de Guerra” e palestrou sobre seu trabalho na Alemanha, Estados Unidos e ainda o faz no Brasil.

Nas comunidades, desenvolve a integração entre as escolas locais e grêmios estudantis, oficinas de escrita, atendimento às famílias de dependentes químicos, mediação de conflitos e eventos desportivos.

O trabalho do Projeto Sonhar não se resume  às drogas ou ao desvio de conduta, há também a reintegração  do cidadão não só a sociedade, mas a família, a educação, ao mercado de trabalho e a assistência psicológica. Além disso o projeto ampliou sua atuação para a assistência de crianças em situação de maus tratos, negligência e outras violências com o objetivo de dar à elas toda a assistência necessária: social, psicológica, de saúde, etc. A parceria do PROVE com o Projeto se dá no atendimento de pessoas com algum sofrimento psíquico, principalmente após uma situação de violência.